18 de janeiro de 2012

Ouço uma rajada de vento...



Ouço uma rajada de vento
Que será que quer dizer
Com elegante insistência?
Paro e escuto o evento
Do vento acariciando
Os pássaros no fio de energia
E fico pensando
Que bom seria
Se o merecêssemos também

Como uma musa provocada
Por uma infame cantada
O vento jogou-me na cara
Meio quilo de poeira...

Janeiro de 2012

3 comentários:

  1. rsrsrs. Gosto de como brinca com o texto. *--*

    ResponderExcluir
  2. Olá.Essa é minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog e resolvi vir conhecê-lo.Adorei seu blog e já estou lhe seguindo.Seu blog é muito bem organizado e suas postagens muito bem elaboradas.Te convido a conhecer meu blog e segui-lo também.Aguardo sua visitinha!
    Bjs!
    Zilda Mara
    @ZildaPeixoto
    http://www.cacholaliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir

Não alimente o Fantasma do Silêncio. Expresse-se.